Farc teriam executado guerrilheiros, diz jornal

Os quatro guerrilheiros encarregados de enterrar o líder histórico das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Manuel Marulanda, ou Tirofijo, teriam sido assassinados para não revelar a localização da cova, segundo reportagem publicada hoje pelo jornal colombiano El Tiempo. Marulanda morreu em março de 2008, vítima de uma parada cardíaca, aos 78 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.