Farmacêutico que diluía remédio terá de pagar US$ 2,2 bilhões

Uma americana doente de câncer receberá uma indenização de cerca de US$ 2,2 bilhões porque seufarmacêutico lhe vendia medicamentos diluídos. Um jurado de Kansas City tomou esta decisão depois que o farmacêutico Robert Courtney confessou ter diluído por vários anos os remédios de centenas de doentes de câncer que se submetiam a quimioterapia.O jurado decidiu que Georgia Hayes deve receber US$ 225 milhões e também estabeleceu "danos punitivos" contra o farmacêutico novalor de US$ 2 bilhões. Courtney ainda corre o risco de ser condenado a 30 anos de prisão. A sentença a favor de Hayes é a primeira de mais de 400 causas civis contra o farmacêutico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.