Farmacêutico que diluia remédios é condenado a 30 anos

O ex-farmacêutico Robert R. Courtney foi sentenciado hoje à pena máxima de 30 anos de prisão por diluir com água remédios para pacientes com câncer. Advogados de defesa, citando "o arrependimento sincero" de Cortney, haviam solicitado ao juiz do caso, Ortrie Smith, do distrito de Kansas City, a imposição de uma pena mais leve, de 17 anos e meio, segundo um acordo de apelação feito por seu cliente. No entanto, além da pena de prisão, Courtney foi condenado a pagar US$ 10,4 milhões em restituição às famílias das vítimas e US$ 25 mil de multa. A diluição dos medicamentos - motivada, segundo o próprio réu, pelo lucro fácil - causou a morte de pelo menos um paciente.

Agencia Estado,

05 Dezembro 2002 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.