Farouk está em prisão domiciliar, diz ex-ministro

O ex-ministro do Petróleo da Síria Abdo Hussameddin, que abandonou o regime do presidente Bashar Assad no fim de 2011, afirmou que é "bastante conhecido" o fato de que o vice-presidente do país, Farouk al-Sharaa, tentou sair do país e está sob prisão domiciliar. Os comentários foram feitos depois que o governo sírio negou a informação da oposição de que Al-Sharaa teria desertado.

DANIELLE CHAVES, Agência Estado

18 de agosto de 2012 | 12h29

"A posição de al-Sharaa é bastante conhecida. Ele tem tentado deixar a Síria", disse Hussameddin à rede de televisão árabe Al-Arabiya. "Mas há uma série de circunstâncias que o impedem de sair, especialmente o fato de ele estar sob prisão domiciliar há algum tempo", acrescentou, destacando que as altas autoridades sírias têm sido mantidas sob vigilância.

Hussameddin abandonou o governo em março, em uma das muitas deserções que também incluem o ex-primeiro-ministro Riad Hijab e o general Manaf Tlass. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.