Fãs relembram 1 ano da morte de Michael Jackson

O primeiro ano da morte de Michael Jackson foi celebrado hoje de modo contido, com fãs recordando o cantor em vigílias, orações e também com música nos Estados Unidos. Algumas rádios abriram suas programações com canções do artista. Na televisão norte-americana, todas as grandes redes dedicaram parte de seus programas da manhã ao Rei do Pop, e a previsão é de mais cobertura durante o dia.

AE-AP, Agência Estado

25 de junho de 2010 | 15h33

A expectativa é de que muitos fãs compareçam ao local onde Michael foi sepultado, em Forest Lawn, Glendale, na Califórnia. O cantor morreu em 25 de junho de 2009, aos 50 anos, quando se preparava para uma série de shows que marcariam sua volta aos palcos, em Londres. O médico Conrad Murray foi acusado de homicídio culposo pela morte do cantor por receitar o anestésico propofol ao artista, para ajudá-lo a dormir.

Em Nova York, em frente ao Apollo Theater, teatro onde Michael e seus irmãos que faziam parte do grupo Jackson 5 venceram um concurso de amadores no fim dos anos 1960, caixas de música lembravam os sucessos do artista. Desde que o Apollo ajudou a lançar o grupo, o local manteve uma ligação forte com a estrela pop. "Estamos realmente honrados de ter sido parte do lançamento da carreira musical e de servir como um lugar de reunião para as pessoas que vêm celebrar sua vida de sucessos", disse Jonelle Procope, presidente e CEO do Apollo.

Na cidade natal de Michael (Gary) houve um tributo na casa da família. Funcionários do município disseram esperar a visita de sua mãe, Katherine Jackson, e a sobrinha do cantor, Genevieve Jackson, ao lado de milhares de fãs. Katherine também apoiou o evento de fãs marcado para amanhã "Forever Michael" (Para sempre Michael), em Beverly Hills, na Califórnia. A comemoração oficial da família ficou sob a responsabilidade de um irmão do cantor, Randy Jackson, em Forest Lawn.

Tudo o que sabemos sobre:
morteMichael Jacksonfãs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.