Favorito à presidência será investigado

O Parlamento sul-coreano aprovou ontem uma investigação independente sobre as acusações de fraude contra o principal candidato nas eleições presidenciais de amanhã. Para analistas, a decisão não deve influenciar os 43,6% de eleitores dispostos a votar no opositor Lee Myung-bak, mas pode ter impacto sobre o grande número de indecisos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.