Favorito é alvo de críticas em debate no Irã

Um dos favoritos à eleição presidencial da próxima semana no Irã, o diplomata Saeed Jalili, principal negociador nuclear do país, foi duramente criticado pelos rivais em um debate realizado na noite de ontem na TV iraniana. O alvo das críticas foi a falta de progresso no diálogo com as potências nucleares sobre o controvertido programa atômico do país.

TEERÃ, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2013 | 02h03

A votação de sexta-feira é a primeira desde a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, em 2009, que causou uma onda de protestos de partidários dos dois candidatos reformistas, Mir Hossein Mousavi e Mehdi Karroubi. Em razão das manifestações, ambos estão em prisão domiciliar desde 2011. Nas eleições deste ano, candidatos reformistas foram barrados.

Apesar da proximidade ideológica de todos os candidatos com o líder supremo Ali Khamenei, Jalili, tido como o favorito do aiatolá, foi responsabilizado também pelo aumento das sanções dos países ocidentais ao Irã. "O que as pessoas percebem é que você não avançou e as sanções continuam aí", disse o ex-chanceler Ali Akbar Velayati. "Quando o outro lado está pronto para tomar três medidas e você toma apenas uma, está claro que você não quer progredir." / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.