Stache/AFP
Stache/AFP

Fazenda na Alemanha mantém 500 funcionários confinados após surto de covid-19

Ao todo, 174 tralhadores temporários testaram positivo para novo coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2020 | 18h17

Quase 500 trabalhadores foram postos em quarentena em uma fazenda no estado regional da Baviera, no sudeste da Alemanha, em uma tentativa de frear o contágio de coronavírus - informaram alguns funcionários neste domingo, 26.

Testes gratuitos para diagnóstico da covid-19 serão oferecidos aos moradores da região, segundo as mesmas fontes.

Ao todo, 174 tralhadores temporários testaram positivo para o novo coronavírus na sexta-feira, indicou Werner Bumeder, funcionário administrador do distrito de Dingolfing-Landau, em uma coletiva de imprensa.

A maioria é procedente de Hungria, Romênia, Bulgária e Ucrânia, acrescentou Bumeder, e já haviam trabalhado juntos na colheita de pepinos em uma outra fazenda localizada no município de Mamming.

O funcionário enfatizou que o surto parece estar limitado a "um grupo fechado de pessoas" e ainda não se espalhou para a população em geral.

Os 480 empregados da fazenda estão confinados em um mesmo lugar, e quem testou negativo nos exames foi alocado em casas separadas dos contagiados. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanha [Europa]coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.