Fazendeiro americano fará leilão de 900 kg de maconha legalizada

Fazendeiro americano fará leilão de 900 kg de maconha legalizada

Operação é uma das maiores depois que alguns Estados como Washington e Colorado aprovaram o uso recreativo da droga 

O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2014 | 10h25


WASHNGTON -  Um fazendeiro do estado de Washington, no noroeste dos Estados Unidos, anunciou na quarta-feira, 12, que vai leiloar 907 quilos de maconha cultivada em sua propriedade no próximo sábado, o que representará uma das maiores operações desse tipo no mercado legal.

Randy Williams, proprietário da fazenda Fireweed de Prosser (Washington), leiloará, em uma só tacada, toda a maconha produzida nesta temporada, informou a imprensa local.

Os Estados de Washington e Colorado são os únicos dos EUA nos quais o cultivo e a venda de maconha para uso recreativo são legais.

Apesar de Oregon, Alasca e Washington D.C. terem aprovado a legalização no dia 4 de novembro, as novas leis ainda não entraram em vigor.

Se Williams vender os mais de 900 kg de maconha de uma só vez, esta será uma das maiores operações legais deste tipo nos Estados Unidos.

Se forem tomados como referência os preços da venda no varejo no Colorado e em Washington, a mercadoria que Williams pretende leiloar estaria avaliada em cerca de US$ 6 milhões.

O leilão não será aberto ao público geral, já que a lei Estado de Washington só permite a venda de maconha no varejo e para intermediários que contem com uma autorização por parte da administração estadual.

Apesar de Washington ter aprovado a legalização da maconha em um referendo em novembro de 2012, a implementação total da lei só aconteceu no início do segundo semestre deste ano, quando os primeiros dispensários começaram a comercializar a erva para uso recreativo. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
maconhaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.