Fazendeiro é sequestrado por guerrilheiros no Paraguai

Guerrilheiros esquerdistas assumiram a responsabilidade pelo sequestro de um fazendeiro paraguaio e exigem um resgate de US$ 5 milhões. A polícia disse que dois de seus homens que investigavam o caso foram gravemente feridos.

AE-AP, Agencia Estado

16 de outubro de 2009 | 19h55

Fidel Zavala, de 48 anos, foi sequestrado ontem por cerca de 12 homens armados em sua fazenda perto da fronteira com o Brasil.

Dois policiais que encontraram seu carro abandonado no dia seguinte foram atingidos após a explosão de granadas no local.

O ministro do Interior, Rafael Filizzola, disse hoje que o EEP, um braço radical do Partido Pátria Libre é "uma organização criminosa" que ameaça a segurança pública. Ele afirmou que o grupo não representa uma ameaça ao Estado, mas reconheceu que a segurança interna do Paraguai é frágil, principalmente em áreas distantes.

O presidente Fernando Lugo cancelou sua participação numa cúpula de presidentes de esquerda na Bolívia para monitorar o caso.

Entre 2007 e 2008, ocorreram 14 sequestros de repercussão no Paraguai, quase todos sem que alguém tivesse assumido a responsabilidade. Nenhum envolvido nos crimes foi detido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.