FBI prende dois suspeitos de planejar ataque em NY

Dois homens foram detidos hoje em Nova York após uma investigação de um suposto ataque a bomba contra a cidade. As prisões de Adis Medunjanin e Zarein Ahmedzay fazem parte de uma "investigação em curso" realizada pela Força-Tarefa Conjunta contra o Terrorismo, informou o agente especial Richard Kolko. Segundo Kolko e Robert Nardoza, porta-voz do escritório da promotoria do Brooklyn, não há informações imediatas sobre detalhes das acusações contra os suspeitos. Nardoza disse que eles devem comparecer ao tribunal ainda hoje.

AE-AP, Agencia Estado

08 de janeiro de 2010 | 12h54

O advogado de Medunjanin, Robert C. Gottlieb, afirmou que o FBI (a polícia federal norte-americana) confiscou o passaporte de seu cliente ontem. De acordo com ele, o mandado de busca indicava que o passaporte era procurado como parte de uma investigação sobre uma conspiração para o uso de armas de destruição em massa.

O advogado afirmou que não foi oficialmente notificado que Medunjanin havia sido detido após receber atendimento médico depois de um acidente de trânsito. "Até a 1h, forças de segurança - tanto federais quanto estaduais - se recusavam a confirmar que o haviam detido", contou o advogado, que afirma que seu cliente não fez nada de errado. "Eles o esconderam intencionalmente de seu advogado e de sua família."

Medunjanin, imigrante bósnio, e Ahmedzay, cidadão norte-americano, foram interrogados por investigadores no ano passado, segundo Gottlieb e um irmão de Ahmedzay.

Essas investigações já haviam levado a acusações contra Najibullah Zazi, um motorista que trabalha em um aeroporto do Estado do Colorado. Ele se declara inocente das acusações. Zazi é acusado de ter recebido treinamento da Al-Qaeda para a fabricação de bombas caseiras para o suposto ataque em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAterrorismoFBIprisãoNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.