FBI prende suspeito de enviar cartas com ricina

Um morador do Estado norte-americano do Mississippi foi preso e indiciado nesta quarta-feira sob suspeita de ter enviado cartas contendo ricina ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a um senador.

AE, Agência Estado

17 de abril de 2013 | 21h21

A identidade do suspeito será mantida sob sigilo pelo momento, informou o agente especial Daniel McMullen, da polícia federal norte-americana (FBI, por sua iniciais em inglês).

Os investigadores aguardavam testes definitivos nas cartas enviadas a Obama e ao senador Roger Wicker, do Mississippi, em um momento de agitação nos EUA por causa do atentado de segunda-feira em Boston, no qual três pessoas morreram.

De acordo com um boletim do FBI obtido pela Associated Press, as duas cartas foram postadas em Memphis, no Tennessee. As informações são da AP.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAricinaprisãocartasObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.