FBI recolhe provas na casa de viúva de suspeito de atentado de Boston

Investigadores querem determinar se Katherine Russel ajudou marido e cunhado em ataque

O Estado de S. Paulo,

30 de abril de 2013 | 15h04

Agentes do FBI passaram cerca de uma hora e meia na segunda-feira na casa dos pais de Katherine Russel, viúva de um dos suspeitos pelo atentado de Boston, Tamerlan Tsarnaev. Os investigadores recolheram material para analisar se traços de DNA feminino encontrados nos restos das bombas pertencem a ela e se ela colaborou no planejamento aos ataques.

Katherine vive com os pais desde que Tamerlan foi morto em confronto com a polícia, há duas semanas. "O FBI foi à casa dela em razão de uma investigação em curso", limitou-se a dizer o agente federal Jason Pack. "Não podemos discutir detalhes.

O advogado da viúva de Tamerlan, Amato DeLuca, por meio de comunicado, se comprometeu a colaborar com as investigações. "Ela está fazendo o possível para ajudar", afirmou o advogado. "As denúncias do envolvimento do marido e do cunhado no atentado foi um choque tremendo para todos."

Investigações preliminares indicam que os traços de DNA podem pertencer a uma pessoa que teria ajudado os suspeitos na confecção da bomba, ou a uma vítima da explosão.

O irmão de Tamerlan, Dzhokhar Tsarnaev, segue internado em um hospital militar, onde se recupera de um tiroteio com a polícia no dia de sua prisão. Ele será defendido na Justiça pela advogada Judith Clarke, que já defendeu acusados de terrorismo doméstico como o Unabomber e o Jared Loughner, acusado de atirar na deputada democrata Gabrielle Giffords./ WASHINGTON POST 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.