FBI suspeita que terroristas queriam usar seis aviões

O FBI suspeita que os terroristas planejavam usar não só quatro, mas seis aviões nos atentados da semana passada nos EUA. Os investigadores estão verificando se um quinto seqüestro suicida foi frustrado pelo cancelamento de um vôo de Boston para Los Angeles no fatídico dia 11. O vôo 43 da American Airlines foi cancelado no último minuto por problemas técnicos. O FBI tenta localizar passageiros que têm nomes árabes e constavam da lista do vôo cancelado, mas não embarcaram quando os vôos comerciais foram retomados, dias depois.Segundo fontes policiais, também há crescentes evidências de que uma célula terrorista planejava seqüestrar um avião previsto para deixar San Antonio, no Texas, no fim de semana. Um suspeito, o saudita Albader Alhazmi, funcionário da Universidade do Texas desde 1997, foi preso nesse Estado segunda-feira. Suspeitos - Ao todo, as autoridades já detiveram 49 pessoas e procuram mais 200 para interrogatório. Um dos supostos seqüestradores do primeiro avião lançado contra o World Trade Center, Mohamed Atta, encontrou-se no início do ano com um funcionário da inteligência iraquiana na Europa, disse hoje uma fonte do governo americano.O chefe do Pentágono, Donald Rumsfeld, afirmou ter motivos para crer que um ou mais países deram apoio aos terroristas, mas não disse quais são esses motivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.