FBI tem ação limitada contra crime financeiro

Cortes de pessoal e a prioridade no combate ao terrorismo debilitaram a capacidade do FBI, a polícia federal americana, de investigar crimes financeiros, relatou ontem reportagem do jornal The New York Times, citando funcionários e ex-funcionários da agência. Segundo essas fontes, mais de 1.800 agentes - quase um terço de todo o pessoal do FBI que atuava contra crime do colarinho branco - foram desviados para atividades relacionadas aos programas antiterrorismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.