FBI tenta encontrar Chandra Levy

A polícia federal americana (FBI) revistou na madrugada de hoje o apartamento do congressista Gary Condit, de 53 anos, representante da Califórnia, em busca de pistas sobre o desaparecimento da ex-estagiária Chandra Levy, de 24 anos, que mantinha um relacionamento amoroso com ele.Investigadores entraram na residência do deputado depois das 23 horas de terça-feira e deixaram o local pouco antes das 3 horas de hoje, levando uma sacola com objetos que serão examinados no laboratório do FBI.A inspeção foi realizada de comum acordo com Condit, que acompanhou os policiais. O chefe de Polícia Charles Rmasey disse não saber se o material recolhido contribuirá de alguma forma na elucidação do misterioso sumiço da jovem.Chandra foi vista pela última vez no dia 30 de abril, em um ginásio esportivo, e no dia seguinte mandou um e-mail à mãe confirmando que estava a caminho da Califórnia, onde iria receber o diploma de mestrado em jornalismo numa universidade. Ela encerrara um período como estagiária no Departamento de Justiça, em Washington.Condit, que é casado e tem dois filhos, negara categoricamente por várias semanas manter um caso com Chandra e chegou a demitir dois assessores que o haviam aconselhado a dizer a verdade. Ele só admitiu o fato no terceiro interrogatório do FBI, após a tia da moça ter declarado à polícia que ela lhe falara sobre o relacionamento com o deputado e revelara seu desejo de casar-se com ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.