FDA constata mais irregularidades no laboratório Lilly

O laboratório farmacêutico norte-americano Eli Lilly desistiu de prever quando lançará o remédio Zyprexa, na versão injetável, para esquizofrenia, e a droga Forteo, contra osteoporose.A mudança se deve a investigação da Food and Drug Administration (FDA), que levantou mais dúvidas em relação à fábrica da Lilly em Indianapolis (EUA).O laboratório informou, nesta quarta-feira, que a FDA, depois de uma nova inspeção na fábrica, levantou outras 50 preocupações adicionais com as instalações, a maioria delas relacionadas ao sistema computadorizado para atestar produtos.A FDA decidiu adiar a aprovação destes medicamentos até que sejam feitas novas mudanças na fábrica.Numa inspeção de rotina realizada em fevereiro passado, a FDA constatou "sérios problemas" nos padrões de regulagem de manufatura na fábrica da Lilly, inclusive falhas no controle de qualidade e nos procedimentos de esterilização que inibem a contaminação de remédios.Na época, a empresa informou que resolveria os problemas em dois meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.