Fechada agência que investigava Ovnis

A agência britânica, que há quase 50 anos se dedicava a estudar discos-voadores, foi fechada diante da falta de dados concretos que provem a existência de vida extraterrestre. A notícia foi divulgada pelo jornal The Times, de Londres. O órgão governamental, que chegou a contar com 1.500 agentes em todo o mundo, recebeu durante longo tempo relatórios semanais sobre supostos casos de avistamentos de objetos voadores não identificados (Ovnis), mas praticamente já não conta com dados novos. "Não há suficientes casos para investigar. Continuo sendo um apaixonado por Ovnis, mas nestas condições é impossível continuar", disse Denis Plunkett, funcionário da agência, fundada em 1953.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.