Fechado acordo para produção de filme de mineiros do Chile

Produtor Mike Medavoy, de 'Cisne Negro' e 'Ilha do Medo', será responsável pelo longa

Efe

25 de julho de 2011 | 20h55

Mario Sepulveda, um dos primeiros mineiros a ser resgatado

 

LOS ANGELES - Um conhecido produtor de Hollywood e representantes dos 33 mineiros chilenos anunciaram nesta segunda-feira, 25, por meio de comunicado, que fecharam um acordo para levar ao cinema a história dos operários, que ficaram presos em uma mina no norte do Chile por mais de 70 dias.

 

"É uma grande história sobre a vitória do espírito humano e um testamento à coragem e à perseverança do povo chileno", disse o produtor Mike Medavoy, agora detentor dos direitos da história dos mineiros. Ele já trabalhou em filmes como Cisne Negro e A Ilha do Medo. "Não penso em uma história melhor para ser levada ao cinema", completou.

 

O filme terá um roteiro produzido por José Rivera, roteirista de Diários de Motocicleta, baseado no episódio que ocorreram entre 12 e 13 de outubro do ano passado na mina de San José, no deserto do Atacama, onde ficaram soterrados a cerca de 700 metros de profundidade antes de serem resgatados.

 

"Um ano depois daquilo, consideramos que este é um grande passo adiante para a produção de um filme baseado na nossa experiência", disse o mineiro Juan Andrés Illanes, que disse que a obra será a única oficial e autorizada sobre o episódio.

 

Além do filme, está em produção o livro oficial sobre a história dos mineiros, cujo autor é Héctor Tobar. Ele revelará detalhes não divulgados pelos 33 mineiros até agora e material do diário de Victor Segovia, escrito durante os mais de dois meses em que o grupo permaneceu sob a terra.

Tudo o que sabemos sobre:
Chilecinemamineiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.