Fechado acordo sobre ajuda humanitária em Gaza

Israelenses e palestinos chegaram a um acordo que permitirá a entrada, a partir de amanhã, de ajuda humanitária na Faixa de Gaza pelo Egito, por meio da passagem de Kerem Shalom, informou a rádio pública israelense. O acordo foi firmado após a reunião entre israelenses, palestinos, americanos, europeus e egípcios na residência do embaixador dos Estados Unidos em Israel, Richard Jones. Segundo a emissora, a farinha está entre os principais produtos que começarão a entrar amanhã na Faixa de Gaza para atenuar a carência de pão na área. O chefe da equipe de negociadores foi o palestino Saeb Erekat, que contou ainda com a assistência do ministro palestino Gasan Hatib, do embaixador egípcio em Israel, de representantes da União Européia (UE) e de dirigentes dos serviços de segurança israelenses, além de diplomatas americanos que também compareceram à reunião. Investigação Segundo a emissora, os americanos decidiram formar uma equipe de analistas para investigar as acusações israelenses em relação às advertências de ataques que impedem a abertura da passagem fronteiriça de Karni, ao nordeste da Faixa de Gaza e até hoje a única via de transporte de mercadorias entre Gaza e Israel. A passagem segue fechada desde o início deste ano, e os palestinos de Gaza já começaram a acusar falta de produtos básicos. Os israelenses propõem há semanas a abertura da passagem de Kerem Shalom, entre Israel, Egito e a Faixa de Gaza, como alternativa a Karni e frente à oposição dos palestinos, que protestavam pela capacidade reduzida dessa via utilizada na condução de mercadorias.

Agencia Estado,

19 Março 2006 | 15h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.