Feministas processam rádio de ultraortodoxos

Um grupo feminista israelense abriu processo judicial contra uma rádio voltada para o público ultraortodoxo do país. As ativistas contestam uma regra que proíbe entrevistas com mulheres na programação. O grupo exige que a rádio seja multada.

O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2012 | 03h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.