Ferguson é palco de manifestações

A polícia prendeu três manifestantes na terceira noite seguida de manifestações na cidade de Ferguson, que fica no condado norte-americano de St. Louis, diante do aumento das tensões, antes da decisão do júri sobre o destino do policial branco Darren Wilson, que matou a tiros o jovem negro Michael Brown.

AE, Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2014 | 16h25

A polícia do condado de St. Louis disse que grandes grupos de manifestantes bloquearam o tráfego três vezes em Ferguson na sexta-feira à noite. Isso aconteceu duas vezes perto do posto policial e uma vez na West Florissant Avenue, o local de protestos violentos realizados logo após a morte de Michael Brown, em 9 de agosto. Um motorista perdeu o controle e bateu em um poste durante os protestos na West Florissant, mas não ficou ferido.

O porta-voz da polícia Brian Schellman disse que três manifestantes foram presos sob a acusação de agrupamento ilegal, após permanecerem na rua apesar de repetidos pedidos para deixarem o local.

Os protestos em Ferguson ganharam força à medida que júri analisa a possibilidade de indiciar Darren Wilson. Brown, que estava desarmado, foi baleado por Wilson após um confronto ao ser abordado pelo policial. A morte motivou tensões raciais em St. Louis, onde dois terços da população é negra, mas a força policial é quase completamente branca. A polícia respondeu aos protestos com forte presença armada, o que causou uma escalada das tensões.

O procurador do condado Bob McCulloch disse que a decisão de júri será anunciada neste mês. A data, a hora e o lugar de uma coletiva de imprensa para revelar a decisão ainda não foram decididos. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAFerguson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.