Feridos na Nigéria chegam a hospitais após cinco dias

Mais de 100 pessoas morreram pela explosão, no último dia 13, de um oleoduto da Corporação Nacional do Petróleo Nigeriano. A explosão ocorreu em Onicha Amiyi-Uhu, comunidade que fica a 50 km ao norte de Umuahia, capital do Estado de Abia, quando residentes do local perfuravam o oleoduto para roubar combustível. A explosão só ficou conhecida há três dias, quando as primeiras vítimas começaram a chegar aos hospitais de Umuahia. A polícia interditou o local que, segundo moradores, ainda pega fogo.Incêndios acidentais em oleodutos da Nigéria são comuns no país, e já causaram a morte de centenas de pessoas nos últimos quatro anos. A Nigéria, oitavo exportador mundial do produto, é membro da Organização de Países Exportadores do Petróleo (Opep).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.