Festa muçulmana na Turquia tem mais de 700 feridos

Pelo menos 750 pessoas ficaram feridas na Turquia - 200 delas em Istambul - quando festejavam a mais importante festa muçulmana, o Eid al-Adha. Os fiéis machucaram-se ao tentar sacrificar vacas, carneiros e outros animais, como parte da festa, em vez de recorrer a profissionais. Segundo autoridades médicas, os feridos tinham cortes nas mãos e diversos tipos de fraturas, por terem sido atacados por animais em pânico. Na Turquia, as autoridades colocam à disposição dos fiéis profissionais para fazerem os abates, mas muitos preferem executá-los pessoalmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.