Festival hindu deverá reunir 32 milhões de peregrinos

Milhares de monges hindus banharam-se hoje nus nas águas geladas do Rio Ganges,unindo-se a outros cerca de 30 milhões de peregrinos para marcaro ápice do festival Kumbh Mela, a maior festa religiosa domundo. Aproveitando uma convergência planetária do Sol e da Luaque ocorreu hoje, um fenômeno que, segundo o calendárioreligioso hindu, só se repetirá daqui 144 anos, os milhões defiéis esperam se purificar e se livrar de todos os males naságuas do rio sagrado.Amanhã, o dalai-lama, o líder espiritual e político do Tibetedeverá se unir aos peregrinos, segundo informaram seusseguidores na sede do governo no exílio em Dharmsala. Odalai-lama, cujos seguidores acreditam ser a reencarnação deBuda, não planeja se banhar no Ganges, mas participará de umritual de orações, juntamente com líderes hindus. Segundo o administrador do festival, Jeevesh Nandan, 32milhões de pessoas devem se banhar na confluência dos riosGanges e Yamuna, na altura da cidade de Allahabad, até oanoitecer. Hoje é o segundo dos quatro dias de banhos sagradosno festival, em que o elixir da imortalidade - lançado duranteuma luta mítica entre deuses e demônios - fica misturado àságuas do Ganges, de acordo com a tradição. O festival teveinício em 9 de janeiro e tem duração de 43 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.