FHC envia carta de apoio a presidente da Argentina

Depois de um dia de silêncio, o presidente Fernando Henrique Cardoso encaminhou, hoje, uma carta de apoio ao presidente provisório da Argentina, Adolfo Rodríguez Saá. Na primeira manifestação oficial do governo brasileiro após o anúncio da moratória argentina, Fernando Henrique preferiu não entrar em detalhes sobre as medidas econômicas que foram anunciadas por Rodríguez Saá na manhã do último domingo. Num tom bastante cordial, ele se limitou a manifestar apoio e se comprometeu a pedir ajuda internacional para que o país vizinho possa superar os problemas atuais. "O Brasil está disposto a trabalhar junto com a Argentina para alcançar os objetivos que são comuns no quadro dos acordos, compromissos e propósitos que unem as duas nações. Não se cansará de exortar às nações amigas e às instituições internacionais competentes para que também ajudem esse país a levar adiante essa empresa de coragem cívica e política em que, por vontade expressa de seu povo e por mandato conferido a seus novos dirigentes, a Argentina encontra-se agora envolvida", afirma o presidente na sua mensagem. A carta, de 24 linhas, foi encaminhada ao embaixador brasileiro em Buenos Aires, Sebastião do Rêgo Barros, que ficou com a responsalidade de entregá-la pessoalmente ao novo presidente argentino. Hoje, Rêgo Barros encontrou-se com Rodríguez Saá na Casa Rosada, sede do governo argentino. Fernando Henrique destaca na carta que a recuperação econômica da Argentina é importante para toda região e, especialmente, para o Mercosul. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.