FHC envia mensagens a Bush e Blair

O presidente Fernando Henrique Cardoso enviou hoje mensagens ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e ao primeiro-ministro Britânico, Tony Blair, se oferecendo para colaborar nos esforços para a retomada do diálogo entre os líderes palestinos e israelenses. Nas duas mensagens, o presidente brasileiro fez um apelo para que sejam esgotados "incansavelmente, todos os esforços ao alcance para a busca da paz na região." "O Brasil estará sempre pronto a trazer sua melhor colaboração", escreveu Fernando Henrique a Bush, que está reunido, no Texas, com o Blair, num encontro de coordenação para buscar uma trégua entre palestinos e israelenses e definir uma estratégia conjunta em relação ao Iraque. O presidente manifestou a Bush e Blair a preocupação dos brasileiros com o agravamento da crise no Oriente Médio. "Minha preocupação aumentou ao receber, esta manhã, relatos sobre a intensificação dos confrontos, de crescente número de vítimas civis. Apelo, portanto, a Vossa Excelência e ao presidente George W. Bush, para que usem de sua influência junto ao Governo de Israel e ao presidente Arafat com vistas a um cessar-fogo imediato e uma pronta retomada das negociações da paz", disse o presidente na mensagem a Blair. "Assistimos, americanos e brasileiros, com perplexidade e desalento, à acelerada deterioração das condições de sobrevivência naquela região, com intolerável perda de numerosas vidas humanas e em desrespeito absoluto dos direitos humanos e das liberdades individuais", escreveu Fernando na mensagem a Bush. Na mensagem a Blair, o presidente Fernando Henrique reiterou a posição do governo brasileiro de condenar os atos terroristas, como também a invasão, pelo Exército de Israel, de territórios sob jurisdição palestina e o isolamento do presidente da Autoridade Palestina, Yaser Arafat. "Continuamos a exigir do governo de Israel, que cumpra em sua integralidade as recentes resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que determinam a imediata retirada das forças israelenses dos territórios palestinos", afirmou o presidente na mensagem ao primeiro-ministro Tony Blair. O presidente disse também na mensagem ao presidente americano que o seu recente discurso lhe deu a convicção de que, ao concentrar fortemente suas atenções na dramática situação reinante no Oriente Médio, busca meios e modos de "ali fazer retornar a paz e a concórdia de forma definitiva". "A presente visita à Cisjordânia de seu enviado especial, Anthony Zinni, a perspectiva da iminente viagem do Secretário de Estado Colin Powell àquela região e o seu próximo encontro com o Primeiro-Ministro Tony Blair reafirmam a convicção de que, com sua ativa participação, será encontrada em breve uma solução que implique a deposição generalizada das armas e a retomada do diálogo entre os líderes de Israel e da Autoridade Palestina", ressaltou Fernando Henrique na mensagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.