FHC viaja ao Chile para melhorar comércio

O presidente Fernando Henrique Cardoso inicia nesta segunda-feira uma viagem oficial de três dias ao Chile, para fortalecer a relação bilateral e o comércio do Chile com o Brasil e o Mercosul. A chegada em Santiago está marcada para as 16h30. O presidente vai depositar flores em homenagem a Bernardo O´Higins, libertador do Chile, antes de reunir-se com o presidente chileno, Ricardo Lagos, no Palácio de La Moneda. Lagos oferece um jantar em homenagem ao presidente brasileiro no Museu de Arte Moderna Chileno. O programa do presidente Fernando Henrique distribuído neste domingo pela Radiobrás informa que, na próxima terça-feira, Fernando Henrique será recebido na Suprema Corte de Justiça, antes de embarcar para a cidade de Valparaíso, onde visitará o Congresso Nacional do Chile.No mesmo dia, o presidente concederá uma aula magna da cátedra Wilmar Faria, na Casa Central da Universidade do Chile. Wilmar Faria, que faleceu no final do ano passado, integrava o governo brasileiro como assessor especial da Presidência. Era amigo pessoal do presidente e responsável pela elaboração do programa de alcance social do governo FHC. Ainda na terça-feira, às 22 horas, o presidente brasileiro homenageará o presidente chileno Ricardo Lagos com um jantar na embaixada brasileira. No último dia da visita, o presidente visita a Sociedade de Fomentos Fabril e viaja para a cidade de Arica, onde inaugura o marco dos corredores bio-oceânicos junto com Ricardo Lagos, antes de retornar ao Brasil. Ele chega na noite de quarta-feira a Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.