Fidel Castro diz que nunca viu Bin Laden

O presidente de Cuba, Fidel Castro, garantiu, nesta quarta-feira, que Cuba não conhece nem nunca manteve nenhum tipo de relacionamento com Osama bin Laden ou com a milícia religiosa Taleban e ratificou sua condenação ao terrorismo. Ele também qualificou como absurda a tentativa de eliminar o terrorismo com bombas. Em discurso pronunciado nesta terça-feira à noite, Fidel Castro acrescentou que Cuba tem "bem guardadas" suas armas em caso de uma eventual ameaça ou agressão contra a ilha comunista. Leia o especial

Agencia Estado,

17 Outubro 2001 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.