Fidel Castro é indicado para o Nobel da Paz

O presidente cubano FidelCastro foi indicado para o Prêmio Nobel da Paz, anunciou nestaquinta-feira um político norueguês de esquerda. O parlamentar Hallgeir Langeland, disse ter indicadoFidel por seu trabalho em favor dos países em desenvolvimento. Em entrevista pelo telefone, Langeland disse que, comoestabelece o comitê de premiação com sede em Oslo, a indicaçãofoi enviada antes da data-limite: 1º de fevereiro. O comitê informou em fevereiro ter recebido 132indicações mas, de acordo com sua política, não revelou os nomesnem fez comentários sobre os candidatos. Por ser membro do Parlamento nacional, Langeland tem odireito de fazer indicações. Na carta em que indicou o nome de Fidel, Langeland disseque o governante cubano deveria ser premiado por prestar ajuda aoutras nações, apesar das dificuldades em que vive seu paísdevido à imposição de sanções americanas. "Durante todo este período, as autoridades americanasconsideraram Cuba como um inimigo", diz a carta. "Apesar daagressão por parte de Washington durante mais de 40 anos, os(dirigentes) cubanos...evitaram criar um sentimento hostil nopovo cubano contra os EUA". Langeland disse que Cuba é um país pequeno e pobre quemesmo assim conseguiu enviar médicos, engenheiros etrabalhadores em ajuda a nações pobres. O legislador disse também estar ciente de que suaindicação será muito controversa, e esperar que ela provoquedebates. Entre os outros indicados para o Prêmio Nobel da Paz de2001, estão: o secretário-geral da ONU, Kofi Annan; o mediadoramericano para a paz, Richard Holbrooke; Li Hingzhi, fundador domovimento chinês Falun Gong e o ex-presidente americano JimmyCarter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.