Fidel Castro reclama da saúde a jornal

O ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, queixou-se de problemas no joelho e de visão fraca em uma entrevista concedida ao jornal do Partido Comunista Granma e publicada nesta terça-feira.

AE-AP, Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 16h29

Aos 86 anos, o ícone revolucionário também elogiou as autoridades eleitorais cubanas por construírem uma nova entrada no local de votação, eliminando a necessidade de Castro subir escadas. Desde que sofreu uma queda em 2004, o ex-presidente tem dificuldades em realizar certos movimentos.

Castro também citou, com entusiasmo, seu aliado e amigo, o presidente venezuelano Hugo Chávez, que está lutando contra o câncer em um hospital de Cuba e não é visto em público há mais de dois meses. "Quando ele estava em combate (política), negligenciou sua saúde e dedicou-se à luta", disse.

O ex-presidente também elogiou as mudanças econômicas que estão sendo realizadas sob a liderança de seu irmão Raul, de 81 anos de idade, que é presidente desde 2006.

Fidel Castro raramente é visto em público, e mais raramente fala sobre assuntos de Cuba. Em cinco páginas, o veículo transcreveu o encontro inteiro com o ex-chefe de Estado e relatou que o texto foi "revisto e atualizado pelo entrevistado". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaFidel Castrocomunismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.