Fidel completa 83 anos com comemoração modesta

O líder cubano Fidel Castro completou hoje 83 anos afastado da presidência e sem comemorações oficiais, mas com homenagens. "Desde que eu nasci, Fidel sempre foi uma lenda. É o nosso ídolo", disse à "Associated Press" a adolescente cubana Daniela Ghessi, que participou das atividades organizadas pela União de Jovens Comunistas. Uma feira em um parque de Havana, com a venda de livros, alimentos e jogos foi o cenário de um dos vários eventos dispersos que marcaram a data do nascimento de Fidel. Na véspera, uma mostra com 83 fotografias de Fidel mostrou uma das mais recentes imagens do líder cubano, feita por seu filho Alex Castro.

AE-AP, Agencia Estado

13 de agosto de 2009 | 16h07

Quando Fidel era presidente, assegurou que não gostava que comemorassem seu aniversário nem fosse feita nenhuma alusão à sua vida privada, mas aceitava que crianças comessem um pastel com ele no 13 de agosto. Agora o ex-governante não sai em público desde o começo de 2008, quando uma enfermidade o afastou do governo e o obrigou a passar a presidência a seu irmão Raúl Castro.

Sem fazer nenhuma alusão à data, Fidel publicou hoje uma das suas "reflexões", ou artigos de opinião, desta vez dedicada a um dos seus temas favoritos, a crise econômica mundial e a mudança climática. Mais de 200 artigos já foram escritos por Fidel desde que ele se afastou da administração.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaFidel Castroaniversário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.