Fidel convoca marcha de 1 milhão contra Bush

O presidente cubano, Fidel Castro, convocou para amanhã uma "gigantesca marcha" em Havana para marcar oposição às "ameaças proferidas" pelo presidente americano, George W. Bush. "Esta grande marcha não terá menos que um milhão de cidadãos na capital, porque Bush tem de ver que o povo cubano está mobilizado", afirmou Fidel ao presidir uma reunião do Partido Comunista e organismos civis.Depois do discurso de Bush em 20 de maio último, em Miami - no qual o líder americano exigiu "eleições livres" em Cuba e ameaçou com um "endurecimento do bloqueio caso não haja abertura democrática na ilha" -, o governo cubano iniciou uma contra-ofensiva com a convocação de grandes marchas.No último dia 1º, cerca de 300.000 pessoas se reuniram na província de Sancti Spiritus, na região central do país. Uma semana depois, 400.000 pessoas estiveram em Holguín, no leste da ilha. E sábado passado, meio milhão de cubanos participaram de uma concentração em Santiago de Cuba, a segunda província mais importante do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.