Fidel desafia Carter a ir a Cuba e dizer o que quiser

Ao asseverar que Jimmy Carter foi o único presidente americano que deu passos positivos em relação a Cuba, o presidente cubano Fidel Castro ratificou um convite para que o ex-mandatário visite a ilha. Fidel disse ter feito o convite a Carter: "Queremos que ele veja nosso país"."Não é para que nos apóie, inclusive para que nos faça todas as críticas que (Carter) queira", acrescentou. A viagem faria de Carter o primeiro ex-presidente americano a visitar a ilha desde que Fidel Castro tomou o poder em 1959.Carter, do Partido Democrata, governou os EUA entre 1976 e 1980. Sua administração é reconhecida por vários historiadores como tendo dado prioridade aos direitos humanos.Dizendo ser testemunha dos passos positivos dados pelo ex-presidente democrata em relação a Cuba, Fidel disse que, durante uma fuga maciça de cubanos da ilha, no verão de 1994, Carter o chamou por telefone. "Falou comigo, propondo-se a mediar aquela crise... mas realmente não lhe deram permissão" em Washington, acrescentou o dirigente cubano, sem dar maiores detalhes sobre o episódio.A data da visita de Carter à ilha ainda não foi anunciada oficialmente. O ex-mandatário recebeu o convite de Fidel em janeiro passado. Foi durante o governo Carter que se estabeleceram em Washington e Havana os chamados "escritórios de interesses" ou representações com diplomatas entre os dois países, que não mantêm relações diplomáticas oficiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.