Fidel fala por mais de uma hora após votar na eleição de domingo

Aparição pública de líder cubano é a mais longa desde 2010; ele afirma que a saúde de Chávez está 'muito melhor'

HAVANA, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2013 | 02h02

Depois de conversar por mais de uma hora com admiradores, após votar na eleição parlamentar de domingo em Cuba, o líder Fidel Castro concedeu entrevista à imprensa oficial da ilha. De acordo com declarações publicadas ontem pelo Granma - órgão oficial do Partido Comunista -, o ex-presidente garantiu que seu colega venezuelano, Hugo Chávez, está "muito melhor" após ser submetido à quarta cirurgia de câncer em dezembro.

A aparição pública de Fidel no domingo foi considerada a mais longa desde 2010. Foi também a primeira vez que ele votou numa junta eleitoral desde que adoeceu, em 2006. Nas últimas eleições, ele tinha votado em sua residência. Curvado e com a barba branca, Fidel, de 86 anos, apareceu na TV estatal depositando seu voto na urna, no fim da tarde de domingo.

O locutor da TV disse que Fidel conversou sobre os esforços do regime comunista para reformar a economia, sobre a integração latino-americana, sobre Chávez e outros assuntos.

Com a voz fraca, ele saudou a participação popular na eleição de domingo. "O povo é realmente revolucionário, realmente tem se sacrificado. Não precisamos provar isso, a história provará. Cinquenta anos de bloqueio (econômico dos EUA) e ele não desistiu."

Fidel foi um dos representantes eleitos no domingo para a Assembleia Nacional. Os cubanos foram às urnas para eleger 612 deputados e mais de mil delegados das assembleias provinciais, em um processo comandado pelo Partido Comunista Cubano - o único que pode apresentar candidatos.

O presidente Raúl Castro e outros líderes também foram mostrados pela TV estatal depositando seus votos e comentando a importância da eleição como sinal de apoio às reformas no país e à independência de Cuba em relação aos EUA. / REUTERS e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.