Fidel quer colaborar com Estados Unidos

Dois senadores republicanos dos Estados Unidos disseram nesta sexta-feira que Fidel Castro expressou interesse em colaborar com Washington na luta contra as drogas e na guerra ao terrorismo. Os senadores Arlen Specter, da Pensilvânia, e Lincoln Chafee, de Rhode Island, disseram à imprensa que durante uma reunião de seis horas e meia Castro confirmou que seu governo não se oporá ao uso da Base Naval de Guantánamo para alojar detidos da guerra no Afeganistão. Castro "não apresenta objeções ao uso de Guantánamo", disse Specter numa entrevista coletiva concedida durante a manhã de hoje, antes de encerrar uma visita de dois dias à ilha.

Agencia Estado,

04 Janeiro 2002 | 15h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.