Fidel se recupera de forma lenta, diz médico espanhol

O líder cubano Fidel Castro recupera-se de forma "lenta e progressiva", embora seu estado seja grave devido à sua idade avançada, disse na sexta-feira o médico espanhol que o examinou. "Tenho informações recentes de que sua recuperação é lenta, mas progressiva", afirmou à Reuters José Luis García Sabrido, que examinou Fidel em Havana no final do ano passado e é consultor de uma junta médica que acompanha o líder. A notícia do El Pais de terça-feira, segundo a qual Fidel enfrentava um prognóstico "muito sério", gerou grandes especulações de que ele provavelmente estaria morrendo.Fidel não foi visto em público após transferir o poder para seu irmão, o ministro da Defesa Raúl Castro, em 31 de julho, e sua saúde foi colocada em absoluto sigilo na ilha comunista.Entretanto, Sabrido disse, segundo a CNN, que houve "melhora progressiva" em sua saúde desde que ele se submeteu à primeira cirurgia no intestino, em julho."As únicas partes verdadeiras da reportagem são o nome do paciente, que ele foi operado e que ele teve complicações. O resto é rumor", disse Garcia Sabrido.O médico confirmou que examinou Fidel no mês passado por 90 minutos a pedido de autoridades cubanas. Ainda conforme a CNN divulgou, o médico se recusou a entrar em detalhes sobre a condição do paciente ou os detalhes da reportagem do El Pais, afirmando apenas que "não estão de acordo com a realidade, não são verdadeiros e não são reais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.