Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Fidel tem boa aparência e relê Darwin, conta argentino

Um acadêmico argentino deu o panorama mais detalhado até agora de como o ex-líder cubano Fidel Castro vive em sua aposentadoria. O cientista político Atilio Boron relatou ao jornal argentino Clarín que se encontrou com Fidel em uma casa com equipamentos médicos, uma pequena piscina para exercícios e uma mesa com notebooks e matérias de jornal. Boron disse que esperava um homem em condições físicas piores quando foi ao encontro de Fidel, no sábado. Disse ter encontrado o homem de 82 anos com uma boa cor e tônus muscular. Ele descreveu Fidel como relaxado por estar fora do poder, usando seu tempo para reler "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, e escrever suas "Reflexões", artigos publicados na imprensa cubana.

AE-AP, Agencia Estado

12 de março de 2009 | 19h06

Funcionários cubanos dão poucos detalhes sobre a vida do ex-líder após uma cirurgia intestinal de emergência tê-lo forçado a deixar o poder, em julho de 2006. Desde então foi sucedido por seu irmão mais novo, Raúl, que tornou-se presidente em fevereiro de 2008. Vários visitantes estrangeiros se encontraram com Fidel, geralmente descrevendo seu estado de saúde e as conversas que mantiveram. Boron disse que Fidel saiu de casa sem nenhum guarda-costas algumas semanas atrás para comprar um jornal. Fidel escreveu sobre o encontro, qualificando Boron como um "constante e leal amigo", em um artigo publicado na segunda-feira. Fidel disse estar impressionado pela análise do argentino da crise econômica global.

Tudo o que sabemos sobre:
CubaFidel Castro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.