Filha de Saddam acusa "traidores" pela queda de Bagdá

Raghad Saddam Hussein, filha do ex-ditador do Iraque, atribuiu a queda rápida da capital, Bagdá, perante as forças americanas, à traição, cometida por pessoas que não especificou. Raghad falou à rede de TV Al-Arabiya a partir do palácio real da Amã, onde recebeu refúgio, garantido pelo rei Abdullah II, juntamente com a irmã Rana, os filhos e sobrinhos.?Aqueles em quem meu pai confiava, em quem ele havia posto sua confiança completa e que ele considerava ao seu lado - como entendi pelos jornais - traíram-no?, disse ela. ?Antes de traíram Saddam ou sua família, traíram o país?, completou. A filha de Saddam parecia tranqüila durante a entrevista, mas descreveu a queda de Bagdá como um ?grande choque?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.