Filha de suspeito de Ohio era amiga de uma das vítimas

A filha de Ariel Castro, suspeito de ter sequestrado três mulheres e tê-las mantido em cativeiro por cerca de dez anos, período no qual abusou sexualmente das vítimas, disse estar envergonhada e arrasada com as supostas atitudes do pai.

Agência Estado

09 de maio de 2013 | 13h46

Arlene Castro disse durante o programa "Good Morning America", da rede ABC nesta quinta-feira que sente muito por tudo o que aconteceu.

Arlene era amiga de uma das mulheres, Gina DeJesus. Ele voltou para casa a pé com DeJesus, em abril de 2004, pouco antes de ela desaparecer. Aos prantos, Arlene disse que gostaria de ver sua amiga de novo e quer que ela conheça seus filhos.

A filha de Ariel Castro vive atualmente em Indiana. Ela afirmou que sua relação com o pai nunca foi realmente próxima e que nos últimos anos eles conversaram apenas brevemente. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOhiomulheres desaparecidasfilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.