Filho adolescente de general chinês pega um ano de prisão por fúria ao volante

Jovem de 15 anos agrediu casal de meia idade e ameaçou transeuntes que presenciaram a cena.

BBC Brasil, BBC

16 Setembro 2011 | 09h12

O filho de um famoso general chinês foi condenado a um ano de prisão após um incidente de fúria ao volante que despertou indignação nacional.

Li Tianyi, de apenas 15 anos de idade, teria agredido um casal na rua. Ele conduzia um BMW sem placas quando o veículo de um casal de meia idade interceptou a sua passagem.

O jovem e um amigo, que dirigia um Audi, teriam saltado de seus respectivos carros e agredido o casal, enquanto Tianyi gritava para transeuntes: ''Não ousem chamar a polícia''.

Em seguida, ele teria entrado de volta no veículo e saído do local.

O jovem é filho de um dos mais célebres generais do Exército da China, Li Shuangjiang, que ganhou fama interpretando canções patrióticas na TV.

De acordo com a mídia estatal chinesa, o adolescente confessou o crime e foi enviado para um centro de detenção do governo.

Elite

O episódio foi o mais recente incidente a provocar revolta contra o comportamento da elite da China e gerou vários comentários indignados na internet.

Muitos na China viram o episódio como mais um exemplo no país de que os ricos e poderosos podem agir como bem entendem, conta o correspondente da BBC na China, Damian Grammaticas.

Em 2010, o filho de um policial que estava dirigindo embriagado atropelou e matou um estudante. Ele fugiu do local em seguida.

A frase que teria sido dita pelo jovem, durante o ataque, ''Meu pai é Li Gang'', se tornou um bordão repetido por internautas chineses, como forma de protesto.

Li Qiming, o filho do policial, acabou sendo preso e condenado a uma pena de seis anos de prisão.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.