Filho de Bin Laden pode ter morrido, diz agente dos EUA

Um dos filhos do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, pode ter morrido em um bombardeio americano no início do ano, declarou hoje uma fonte ligada aos esforços americanos de combate ao extremismo. Numa conversa sob a condição de anonimato, o agente americano disse que Saad bin Laden não exercia nenhuma função de destaque na estrutura da rede Al-Qaeda. Diversos órgãos de imprensa americanos informaram que Saad não era o alvo do bombardeio, mas que estaria na região atacada, no noroeste do Paquistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.