Filho de 'El Chapo' é solto por sequestradores

Jesús Alfredo Guzmán Salazár, que assumiu posição estratégica no cartel de Sinaloa após a prisão do pai, tinha sido capturado em restaurante

O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2016 | 05h00

PUERTO VALLARTA -  Jesús Alfredo Guzmán Salazár, um dos filhos do chefão do cartel de Sinaloa, foi libertado na sexta-feira, cinco dias após ter sido sequestrado com outros cinco homens em um restaurante na cidade turística de Puerto Vallarta, no Estado de Jalisco, revelou nesta segunda-feira à agência France Presse um parente que mora em Sinaloa e não quis ser identificado.

"Estiveram negociando esse tempo todo, mas ele já está livre e bem", disse o parente, sem revelar se algum resgate foi pago pela libertação de Jesús Alfredo e os outros homens que, segundo ele, já estariam todos em Sinaloa. Um funcionário de alto escalão do governo mexicano, que também não quis ter seu nome revelado, confirmou a libertação de Jesús Alfredo, de 29 anos.

Ele foi levado com outros cinco homens de um restaurante de luxo de Puerto Vallarta na madrugada de segunda-feira (15) quando participava de uma comemoração. Todos foram identificados pelos objetos encontrados nos automóveis luxuosos abandonados no estacionamento do restaurante e pelas imagens das câmeras de segurança.

Inicialmente, as autoridades suspeitavam que o sequestrado era Ivan Archivaldo Guzmán Salazár, outro filho de Joaquín "El Chapo" Guzmán que assumiu o controle de parte dos negócios do pai, no cartel de Sinaloa, após ele ter sido preso novamente em janeiro.

Jesús Alfredo ocupa uma posição estratégica no cartel de Sinaloa, fundado por seu pai. Tanto ele como Ivan Archivaldo, seu irmão mais velho, estão na lista de narcotraficantes internacional do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos e do Departamento Antidrogas americano (DEA).      

Para a procuradoria mexicana, o principal suspeito do sequestro é o cartel Jalisco Nova Geração, que surgiu em 2010 como uma célula do cartel de Sinaloa no Estado de Jalisco. Atualmente os dois carteis são rivais e o Jalisco Nova Geração tenta dominar o tráfico de drogas na região após a prisão de "El Chapo".

Especialistas dizem que "El Chapo" continuava a comandar o cartel de Sinaloa da prisão onde escapou em 2015. Mas, após ser recapturado, Guzmán foi levado para uma prisão de segurança máxima onde aguarda extradição para os Estados Unidos por várias acusações relacionadas ao tráfico de drogas. / AFP, REUTERS  e EFE

Mais conteúdo sobre:
El ChapoEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.