Filho de ex-líder é ícone da 'nobreza vermelha'

Pouco discreto, Bo Guagua, herdeiro de Bo Xilai, desfila ao lado de mulheres e dirige uma Ferrari

CHONGQING, CHINA, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2012 | 03h04

Educado em exclusivos colégios internos da Grã-Bretanha desde os 12 anos, formado em Oxford e atualmente estudando em Harvard, Bo Guagua tem um estilo de vida que não cabe nas narrativas de sacrifício e igualitarismo apresentadas nas canções revolucionárias que seu pai, Bo Xilai, restaurou na cidade de Chongqing.

O jornal Wall Street Journal divulgou em novembro que Guagua chegou a bordo de uma Ferrari vermelha na residência do então embaixador americano em Pequim, Jon Huntsman, para um jantar com a filha do diplomata, Mary Anne Huntsman.

Inúmeras fotos que circulam na internet mostram Guagua em festas, quase sempre ao lado uma ou mais mulheres, e colegas entrevistados por jornais britânicos relataram a facilidade com que ele gastava dinheiro.

Por seu estilo pouco discreto, Guagua acabou se transformando em um dos símbolos dos privilégios desfrutados pela "nobreza vermelha" integrada pelos filhos dos altos dirigentes do Partido Comunista da China , que formam uma casta cada vez mais distante das privações sofridas pelas gerações anteriores e das enfrentadas ainda hoje pela maioria dos chineses. / C.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.