Filho de iraniana condenada diz que ela levará chibatadas por foto sem véu

Jornal britânico afirma que se enganou ao identificar mulher como Sakineh Mohammadi Ashtiani.

BBC Brasil, BBC

05 de setembro de 2010 | 07h27

A iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, que foi condenada à morte por apedrejamento este ano no Irã, poderá ser submetida a chibatadas. A informação foi divulgada no sábado pelo filho.

A iraniana foi condenada à morte pela Justiça iraniana por ter cometido adultério. Agora, segundo o filho de Sakineh, ela foi condenada a levar 99 chibatadas por ter tido uma foto sua publicada no jornal britânico The Times na qual ela aparece sem véu.

O Times publicou uma foto de uma mulher iraniana sem véu no dia 28 de agosto. Mas poucos dias depois o jornal se corrigiu, afirmando que a mulher na foto não era Sakineh.

A foto foi obtida pelo jornal junto ao advogado de Sakineh, Mohammad Mostafei, que fugiu do Irã. Ele disse ter recebido a imagem do filho de Sakineh, Sajad Ghaderzadeh. No entanto, o Ghaderzadeh nega ter repassado a foto ao advogado.

O filho de Sakineh diz que ficou sabendo da nova sentença de 99 chibatadas através de pessoas que recentemente deixaram a prisão de Tabriz, onde a iraniana está detida.

Em uma carta aberta, Ghaderzadeh diz que a nova sentença "é uma desculpa para aumentar o abuso à minha mãe". Ele afirmou que a família está entrando com recurso contra a decisão.

Em julho, Sakineh foi condenada à morte por apedrejamento, mas após protestos da comunidade internacional a sentença foi temporariamente suspensa. No Irã, fontes dizem que ela agora pode ser morta por enforcamento.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.