Filho de Kadafi admite tortura

Saif al-islam, um dos filhos do líder da Líbia, Muamar Kadafi, admitiu ontem que um médico palestino e cinco enfermeiras búlgaras foram torturados para confessar que haviam deliberadamente infectado centenas de crianças líbias com o vírus HIV. Eles foram libertados no dia 24, após oito anos de prisão. Al-Islam disse à TV Al-Jazira que os torturadores usaram choque e ameaçaram atacar as famílias do médico e das enfermeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.