Filho de Kadafi deve ser enforcado caso volte a Líbia, afirma advogada

Saif al-Islam, filho do ditador líbio, Muamar Kadafi, deve ser condenado à morte por enforcamento, informou o Tribunal Penal Internacional (TPI), de acordo com a rede Al-Jazeera. A advogada de Saif, Melinda Taylor, disse que a condenação dos líbios seria motivada por um desejo de vingança e não de justiça. "E não há justiça na lei internacional", afirma a advogada.

O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2012 | 03h10

O TPI e o governo da Líbia disputam o julgamento de Saif, detido em novembro de 2011. O direito de julgar o ex-chefe dos Serviços Secretos Abdallah al-Senoussi, extraditado da Mauritânia para a Líbia em setembro, também é disputado pelas instituição.

Saif é acusado de crimes contra a humanidade. Em maio, as autoridades líbias contestaram a competência do TPI para julgá-lo. A decisão de quem deve julgá-lo está prevista para ser anunciada nas próximas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.