Filho de Kadafi diz que irmão prejudicou acordo

Um filho do ditador Muamar Kadafi culpou seu irmão pelo fracasso nas negociações com o Conselho Nacional de Transição (CNT), envolvendo um dos últimos redutos das forças leais a Kadafi, na cidade sitiada de Bani Walid, informou a rede de TV americana "CNN" neste domingo. Saadi Kadafi disse em entrevista, por telefone, que o "discurso agressivo" de seu irmão, Saif al-Islam Kadafi, há poucos dias, conduziu à ruptura das negociações, abrindo o caminho para um eventual ataque.

Agência Estado

05 Setembro 2011 | 01h15

A cidade ao sudeste de Trípoli é um dos últimos redutos dos combatentes pró-Kadafi, onde há rumores de que pelo menos um filho do ditador esteja escondido. Questionado sobre sua localização, Saadi disse que está "um pouco fora" de Bani Walid, mas que tem se movimentado nas redondezas. Ele acrescentou ainda que não vê seu irmão e o pai, Kadafi, há dois meses. Saadi afirmou que é "neutro" nesse impasse, mas que continua "pronto para ajudar na negociação de um cessar-fogo", informou a rede "CNN".

Mais conteúdo sobre:
Líbiaimpasse

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.