Filho de Kadafi diz que regime está disposto a realizar eleições na Líbia

Em entrevista ao 'Corriere della Sera', Saif al Islam afirma que votação poderia ocorrer em três meses

Efe

16 de junho de 2011 | 09h17

ROMA - Saif al Islam, filho de Muamar Kadafi, afirmou que o regime liderado por seu pai está disposto a realizar eleições presidenciais em um prazo de três meses, sob a supervisão de observadores internacionais, para pôr fim ao conflito na Líbia.

 

Veja também:

link Otan volta a bombardear complexo de Kadafi

especialLinha do Tempo: 40 anos da ditadura na Líbia

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

especialEspecial: Os quatro atos da crise na Líbia

 

Em entrevista publicada nesta quinta-feira, 16, pelo jornal italiano "Corriere della Sera", Saif, considerado até agora o sucessor da "Presidência hereditária" líbia instaurada por seu pai, mostrou-se também convicto de que o atual regime venceria o pleito, pois, segundo ele, Kadafi "ainda é popular em seu país".

 

"Eleições. Elas poderiam ser realizadas em um prazo de três meses. No máximo no final do ano. E a garantia de sua transparência poderia ser a presença de observadores internacionais. Não especificamos quais. Aceitamos a União Europeia, a União Africana, as Nações Unidas ou a própria Otan", declarou o filho de Kadafi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.