Filho de Kim Jong-il é eleito para o Parlamento em sinal de sucessão

Nas escolas norte-coreanas, canção sobre Kim Jong-un já é ensinada a crianças

Efe

29 de junho de 2010 | 09h41

SEUL - O filho mais novo do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-il, foi designado membro da Assembleia Popular Suprema (Parlamento) no ano passado, em um novo sinal de que poderia ser o sucessor de seu pai à frente do regime comunista, segundo

revelou nesta terça-feira, 29, a agência sul-coreana "Yonhap".

 

A agência, que cita reunião uma fonte ocidental não identificada, assinala que Kim Jong-un foi eleito deputado durante a eleição parlamentar realizada em março do ano passado, na qual foram designados 687 deputados.

 

Conforme a mesma fonte, desde novembro de 2008 alguns artigos na Coreia do Norte insinuam uma possível sucessão.

 

 

Nas escolas primárias do país já é ensinada às crianças uma canção elogiando o filho mais novo de Kim.

 

Na Coreia do Sul especula-se que a Coreia do Norte teria acelerado os preparativos para a sucessão de Kim depois da divulgação de que o líder norte-coreano sofreu um derrame em agosto de 2008, embora até agora o país comunista não tenha feito nenhum anúncio oficial.

 

"Yonhap" também acrescenta que, segundo a fonte, a saúde do líder norte-coreano se debilitou desde o verão de 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.